VC INVESTIDOR
Invista bem seu dinheiro

O que é Renda Fixa

Confira como é simples investir em Renda Fixa

0 358

O que é Renda Fixa

Dizem que o brasileiro não é um povo poupador, mas nós discordamos e você também; afinal está lendo um artigo sobre investimentos. Essa fama de gastador do brasileiro é algo que tem algum pé na realidade, mas, é algo que vem se modificando com o tempo. Isso tem ocorrido porque, cada vez mais, o mercado tem oferecido informações sobre investimentos. A VC Investidor participa dessa estratégia de formar investidores mais conscientes e conectados com o dinheiro de forma diferente. Hoje vamos discutir sobre a queridinha dos brasileiros no artigo ”o que é renda fixa e quais os melhores investimentos”.

Para ficarmos todos na mesma página – é possível dividir os investimentos em duas categorias:

Renda fixa – indicada para todo perfil de investidor, a renda fixa é um tipo de investimento em que é possível saber quanto você vai auferir de lucro no final (para algumas modalidades de renda fixa, isso só é realmente possível no vencimento do título, leia abaixo). Trata-se de um empréstimo realizado entre um tomador de crédito e um investidor, que recebe os juros por emprestar o dinheiro.

Renda Variável – indicada para investidores com perfil moderado e agressivo, a renda variável abarca investimentos como ações em bolsa e fundos imobiliários. Nesse tipo de investimento, o lucro varia de forma substancial todos os dias. Por isso, é considerado um investimento de longo prazo.

Tipos de Investimentos de Renda Fixa

Tesouro Direto – também chamado de nova poupança, de tanto que tem se popularizado, o tesouro direto é um dos mais seguros investimentos em renda fixa porque tem risco soberano, sendo garantido pelo governo federal. De forma bem clara, o risco de crédito do Tesouro Direto é próximo de zero.

Existem três tipos básicos de investimento na plataforma do Tesouro Direto:

Tesouro Selic (LFT)

Rende de acordo com a taxa Selic, reajustado todos os dias. Trata-se, portanto, de uma modalidade de renda fixa pós-fixada, ou seja, não há variação negativa da renda. Pode ser utilizado para fazer a chamada reserva de emergência (6x o valor de seus custos mensais) e, também, para qualquer investimento que dependa de liquidez diária. Todos os títulos do Tesouro liquidam em D+1, ou seja, você pede o resgate hoje e recebe o dinheiro no dia seguinte.

Tesouro Pré (LTN)

Os títulos de renda fixa prefixados também rendem diariamente, mas podem ter variação negativa por causa das expectativas em relação à curva de juros. Por isso, é preciso estar bastante atento se optar por esse tipo de investimento. Caso você leve os títulos para vencimento, o valor acordado previamente – a taxa prefixada – será paga integralmente sem qualquer problema. Serve para objetivos de investimento de médio e longo prazo, de acordo com vencimento dos títulos.

Tesouro IPCA (NTNB Principal)

Esse título é um tipo misto de investimento, que reúne as modalidades pré e pós-fixadas. A parte pré-fixada corresponde à taxa previamente acordada, disponível no site do Tesouro Direto. A parte pós-fixada diz respeito à inflação (IPCA). Como tem o componente pré-fixado também pode ter variação negativa. Por isso, é importante estar preparado para carregá-lo até o vencimento. É uma excelente opção para quem está pensando em aposentadoria, já que esse título protege o investidor do efeito corrosivo da inflação.

CDBs

Nesse tipo de renda fixa, em vez de emprestar para o governo federal, o investidor está emprestando seu capital para o banco. CDB quer dizer Certificado de Depósito Bancário. Os CDBs possuem baixíssimo risco de crédito porque contam com a garantia do FGC(Fundo Garantidor de Crédito), no valor máximo de R$250.000,00.

Também existem três tipos de CDBS, os pré-fixados, os pós-fixados e os atrelados à inflação. O mecanismo de funcionamento para remuneração é o mesmo já explicado. Por isso, fique atento aos vencimentos e só invista em prefixados e nos atrelados à inflação, caso possa levar para vencimento.

A vantagem dos CDBs em relação ao Tesouro Direto é o fato de ser possível encontrar taxas bem mais atraentes. Para isso, muitas vezes, é preciso abrir mão de liquidez e casar com o título, durante o período contratado.

Se você, adquire um título IPCA do Tesouro Direto pode sair dele quando quiser (claro, correndo o risco de variação negativa, ou positiva, caso a taxa contratada esteja muito acima da expectativa para os juros futuros). Mas, ao adquirir um CDB com componente IPCA, você terá que abrir mão da liquidez em favor de uma taxa mais vantajosa.

LCIs e LCAs

As letras de crédito imobiliário e do agronegócio têm a grande vantagem de não pagarem imposto de renda. Funcionam basicamente da mesma forma que os CDBs e, geralmente, não têm liquidez diária. Contam com a garantia do FGC, no valor de R$250.000,00. Prestam-se a investimentos de médio e longo prazos.

Sobre a autora

Com mais de 10 anos experiência no mercado financeiro, Patricia Pereira Cezar é sócia e assessora de investimentos da Zahl Investimentos e articulista da VC Investidor.

Fale com a gente e tire suas dúvidas: Contatos Zahl

 

Importante: Esse material é meramente informativo e não representa oferta, análise ou recomendação de Valores Mobiliários.

VC Investidor não comercializa nenhum produto de investimento. Todas as informações aqui divulgadas são a título informativo e educacional. A VC Investidor não se responsabiliza pela precisão das informações e por quaisquer decisões de investidores. Lembrando que, rendimento passado não é garantia de rendimentos futuros. Bons investimentos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Quer ficar bem informado sempre?